Marketing Digital para Turismo e Hotelaria

Hotelaria e Turismo

Objectivos do Curso

O turismo, e subsequentemente a hotelaria em geral, é um dos setores de atividade económica com maior crescimento a nível mundial, e um dos que mais empregos gera. 

Este setor tem contudo beneficiado do grande desenvolvimento tecnológico da internet, e isso tem tido reflexo direto na forma de promoção e venda dos produtos turísticos. Isto aplica-se tanto nos canais tradicionais (hotéis, agências de viagens), como em novo modelos de negócio desta área (plataformas de partilha de alojamento, marcação de viagens, marcação de hotéis, compra de bilhetes de avião, transportes, etc. 

Hoje em dia, qualquer pessoa pode organizar sozinha uma viagem a qualquer parte do mundo, através da internet. Compra bilhete de avião, marca alojamento, agenda o transporte, marca restaurantes, contrato um guia turístico, e ainda com a vantagem de poder avaliar previamente a qualidade do alojamento, do transporte, do local para onde vai, etc., através das várias plataformas disponíveis.

Esta realidade coloca vários e novos desafios aos operadores, pois para chegar ao público é necessário estar presente nesses diversos canais, o que implica uma abordagem de marketing totalmente diferente do modelo e negócio tradicional.

Os hotéis disputam clientes com os hosteis e mesmo com o alojamento local, as companhias aéreas disputam clientes entre si para as mesmas rotas, os operadores de transporte local disputam os turistas entre si, e mesmo os guias turísticos tradicionais encaram o desafio de operadores tipo “tuk-tuks”, que proporcionam o mesmo serviço com uma mobilidade e conforto totalmente diferentes.

Também ao nível da restauração, cada vez mais os clientes (turistas e clientes em geral) procuram conhecer novas experiências e novos espaços, recorrendo a plataformas (como, por exemplo, a TripAdvisor) onde os restaurantes e bares são divulgados e classificados em função dos seus atributos (preço, localização, ambiente, estilo, menu, avaliação de outros clientes, etc.).

Este curso proporcionará os conhecimentos necessários para quem necessite de se movimentar nos meandros do mundo do marketing digital dirigido ao mercado do turismo, por forma a divulgar o seu produto ou serviço, chegando ao maior número possível de utilizadores, essencialmente ao seu público-alvo, com o menor dispêndio de recurso e de custos.

Para ter sucesso neste ramo de negócio, é crucial conhecer muito bem os diversos canais de marketing digital disponíveis, e como chegar ao seu público-alvo, por forma a não desperdiçar investimento em canais de comunicação que não tenham o retorno desejado.

  • Curso: Marketing Digital para Turismo e Hotelaria
  • Área: Ambiente e Energias Renováveis
  • Versão: V.1
Solicitar mais informação Inscrever-me no curso Descarregar PDF do curso
O curso está direccionado a qualquer pessoa que pretenda trabalhar no setor do marketing de turismo, para operadores institucionais, como hotéis e similares, agências de viagens, operadores de transporte local, agências de rent-a-car, restaurantes, bares, organizadores de eventos culturais, e todo o tipo de empresas que comercializem produtos ou serviços ligados ao turismo. Naturalmente, esta é igualmente uma formação indispensável para quem tenha o seu próprio negócio turístico, como seja um alojamento local, um pequeno hostel, um restaurante ou bar em zonas turísticas, organização própria de circuitos turísticos, etc.
Para a frequência desta formação não são exigidos pré-requisitos especiais, nem experiência prévia. O curso é aberto a qualquer participante, sendo todavia recomendável ter como base mínima alguns conhecimentos básicos de informática, nomeadamente de internet e redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter, etc.).
Como é norma nos cursos do INEPI, os formadores conjugam uma relevante formação académica com uma experiência profissional prática e efectiva, sendo profissionais da área, com um conhecimento muito directo e prático das necessidades profissionais com que os formandos se confrontarão no mercado de trabalho.

O curso tem uma estrutura linear, sendo ministrado de forma contínua e sequencial.

No final desta formação o formando estará apto a organizar um plano de marketing digital, conhecendo os principais canais ao nível de plataformas colaborativas, redes sociais, publicidade digital, motores de busca, etc.
No final do curso, os formandos poderão trabalhar em qualquer atividade no âmbito do marketing digital para turismo e hotelaria, quer para empresas de qualquer segmento da atividade turística, quer a nível individual, se for, por exemplo, um pequeno empresário do setor do turismo, que não pode comportar o custo de contratar uma agência de marketing digital para lhe desenvolver esse serviço. O INEPI tem uma estrutura própria para angariação de estágios (ou emprego) para os formandos, junto de empresas suas clientes, ou outras, sendo que com algumas tem protocolos específicos para este efeito. Sempre que possível, mas sem que tal seja um compromisso efectivo (pois tal depende da disponibilidade das empresas), o INEPI propiciará a frequência de estágio aos seus formandos, ou colocação em emprego.
No final do curso o formando terá direito a um certificado de formação profissional, nos termos da legislação em vigor. O curso não confere grau académico.
A metodologia assenta essencialmente numa ótica de trabalhos práticos, permitindo ao formando uma ligação ao contexto real desta atividade.
O formador utilizará meios audiovisuais e informáticos, assim como material de apoio em formato digital. O INEPI disponibiliza os meios necessários, em sala de aula, tanto em termos de hardware como de software. Não obstante, será sempre vantajoso para o formando que, sempre que tal lhe seja possível, possua o seu próprio equipamento, dado que assim poderá realizar os seus trabalhos em qualquer momento ou local, além de preservar a privacidade dos mesmos, o que não será garantido se os mesmos ficarem alojados em equipamentos do INEPI, dado serem utilizados por várias turmas. Os materiais consumíveis são, em qualquer curso, da responsabilidade dos formandos. No entanto, ao nível de consumíveis, este curso não prevê qualquer custo. A bibliografia eventualmente recomendada, ou meios técnicos que o formando possa utilizar na sua vida profissional pós-curso, não são considerados como consumíveis, pelo que o seu custo não é considerado para a estimativa acima referida. Por norma, qualquer documentação fornecida pelo INEPI, para apoio à formação, é disponibilizada em formato digital. Se o formando a pretender na forma impressa (em papel), o custo desse serviço ser-lhe-á debitado.
A avaliação contínua é um elemento fundamental, não obstante a realização de trabalhos para efeitos de avaliação final. Outros elementos de avaliação são ainda a assiduidade e o empenho na realização das tarefas propostas. A escala de avaliação utilizada é de 0 a 20.
A duração do curso é de 30 horas (aproximadamente 2 meses de duração efectiva de curso). As condições quanto a horários disponíveis, preços e condições de pagamento são as que, à data, constarem da tabela de condições dos cursos, do INEPI. Esta informação é fornecida directamente pela Secretaria. As condições contratuais são as constantes no Regulamento Interno do INEPI (disponível na Secretaria do INEPI e no site www.inepi.pt).
  1. Os novos paradigmas da comunicação
  2. O marketing e comunicação no mundo digital
  3. Os modelos de negócio do turismo e hotelaria

3.1.  Os modelos tradicionais

3.1.1.     Hotéis, agências de viagens, companhias aéreas tradicionais, etc.

3.2.  Os novos modelos

3.2.1.     Alojamento local, hosteis, companhias aéreas low cost, plataformas de transporte local, etc.

  1. Como divulgar e vender oferta turística no mundo digital
  2. Ferramentas de comunicação e marketing para o negócio do turismo e hotelaria

5.1.  Reservas diretas - site empresarial, redes sociais (tipo Facebook, Instagram, Twitter), blogs

5.2.  Plataformas de consulta e reservas on line (tipo TripAdviser, Trivago, etc.)

5.3.  Plataformas colaborativas para alojamento (ex. Airbnb, Homeaway, etc.)

5.4.  Plataformas de hotelaria e restauração (tipo TripAdviser, Google  Places, Trivago)

5.5.  Plataformas de divulgação de outros serviços: transporte local, eventos culturais e recreativos, circuitos turísticos, etc.

5.6.  Outras formas genéricas de divulgação e marketing: Google AdWords, Google AdSense, Facebook empresarial, Instagram, Twitter, etc.

  1. A importância da análise do retorno do investimento em marketing

6.1.  Como gerar tráfego para o seu site

6.2.  Vantagens do Google Analytics

6.3.  Análise do retorno do Facebook

6.4.  Outros meios de avaliação de retorno

  1. Casos de estudo
  2. Desenvolvimento de trabalho prático em contexto real

Porquê estudar no INEPI

Abrangendo diversas áreas de formação, o INEPI tem das ofertas mais alargadas do mercado, dando especial ênfase às áreas técnicas, sendo esta uma das suas características mais inovadores enquanto entidade formadora.

Trabalhando tanto na vertente de formação de catálogo (também chamada inter-empresas), como na formação por encomenda (intra-empresas), com acções de curta, média e longa duração, o INEPI dispõe de uma estrutura técnica, pedagógica e administrativa que lhe permite dar resposta a todo o tipo de solicitações no âmbito da formação profissional.